Share |

BE Canidelo: PROTESTO

Na Assembleia Ordinária do passado dia 27 de Abril de 2016, o Bloco de Esquerda recebeu em mão, o Relatório da Associação Social e Desenvolvimento Comunitário de Lavadores (ASDCL).

Na mesma reunião a Assembleia de Freguesia foi confrontada com uma proposta da bancada do PSD, para a criação de uma Comissão de Estudos e Análise, ao desempenho da referida Associação.

O Bloco de Esquerda, sempre assumiu responsavelmente as suas decisões e considerou não existirem condições para dar seguimento à proposta do PSD. Em consciência optou pela abstenção e a referida proposta não foi aprovada.

De forma precipitada e irresponsável, houve ruídos sobre a votação do Bloco de Esquerda. Não agimos por pressão, nem os ruídos nos causam preocupação, porque somos responsáveis e em conformidade atuamos.

Analisamos com profundidade o Relatório da Associação, que é preocupante, mas temos a clareza política e legal, que não é da competência dos partidos políticos com assento na Assembleia de Freguesia, decidir sobre os destinos de uma Associação, que sendo de Utilidade Pública, é privada.

Considerando o serviço público da prestação de serviços e apoio à população idosa do concelho, não ficamos indiferentes.

No dia 22 de Maio de 2016, por e-mail, enviamos à Exma. Senhora Presidente da Assembleia de Freguesia de Canidelo, as seguintes perguntas:

– O Bloco de Esquerda na Freguesia de Canidelo foi confrontado pela “Associação Social e Desenvolvimento Comunitário de Lavadores (ASDCL) ” Instituição de Solidariedade Social (IPSS) sobre a posição do Bloco de Esquerda nesta matéria.

Assim pergunto à Senhora Presidente do Executivo o seguinte:

1. Se O Executivo tinha o conhecimento do processo sobre a Associação Social e Desenvolvimento Comunitário de Lavadores?

2. Se sim, porque continuaram a enviar para a Associação Social e Desenvolvimento Comunitário de Lavadores?

Até á realização desta Assembleia de Freguesia, não recebemos qualquer resposta.

É conveniente informar a Assembleia de Freguesia, que a referida Associação existe desde 2005 como IPSS, com dificuldades inerentes ao desempenho do seu objectivo social, que se agravaram durantes os mandatos da maioria de direita PSD/CDS e no presente do PS.

Não é nossa intenção imputar responsabilidades diretas a quem esteve e está na direcção política dos destinos da freguesia de Canidelo, mas é estranho o tempo em que este Relatório foi apresentado nesta Assembleia.

O Bloco de Esquerda não apresenta propostas sem fundamento legal, nem tão pouco nos remetemos ao silêncio, sobre matérias que digam respeito à comunidade de Canidelo, independentemente da definição jurídica das entidades.

Repudiamos a falta de transparências dos processos, comportamentos ignóbeis, como o cometido pela eleita do PSD, Alcina Santos, que enviou uma carta à Coordenadora Nacional do Bloco de Esquerda, a fazer “queixinhas” da eleita do Bloco de Esquerda nesta freguesia. É óbvio que não obteve resposta, pois o BE têm presente, que quem pretendeu retirar dividendos políticos, com a proposta que apresentou nesta Assembleia de Freguesia, que foi rejeitada, esteve quatro anos no poder em coligação com o CDS, e o povo sofreu os piores ataques aos serviços públicos, foi privado das prestações sociais e remetido para o empobrecimento.

Hoje, apresentámos o nosso protesto dirigido ao Executivo da Junta de Freguesia, pela ausência de resposta às perguntas feitas pelo Bloco de Esquerda.

Manifestámos a nossa disponibilidade para conversar com a Associação Social e Desenvolvimento Comunitário de Lavadores.

Canidelo, 30 de Junho de 2016

A representante do Bloco de Esquerda

Maria João Rodrigues